Exercício: Quanto mais intenso melhor?

O benefício da atividade física na saúde vem sendo extensamente estudado. Os benefícios de uma atividade física regular são de amplo conhecimento. O que ainda é motivo de discussão é o grau de intensidade e a quantidade necessária para obter repercussões positivas na saúde.

 

Para ajudar a esclarecer algumas dessas dúvidas vou expor os resultados de um estudo australiano que investigou a diferença na mortalidade entre a realização de exercícios de moderada versus de alta intensidade em pessoas de 45 a 75 anos após um período de acompanhamento de 8 anos.

 

Resultados obtidos mostraram que a realização de algum exercício de alta intensidade em pessoas que já fazem exercício de moderada intensidade regularmente resultou em benefício adicionais (diminuindo a mortalidade). Foi visto ainda que com o aumento no percentual de atividades de alta intensidade, as vantagens foram maiores.

 

Então conclui-se que se não houver limitações de saúde para atividades de alta intensidade, essa deve ser a modalidade de escolha, pois consegue atingir resultados superiores para a saúde. Além disso, em época de falta de tempo livre, reduz o tempo total de exercício tornando-se mais fácil manter a regularidade.

 

Para pessoas que tem problemas de saúde e estão inseguras se estão aptas a realizar atividades mais intensas, sempre consulte antes seu médico.

 

Referências: Gebel K, Ding D, Chey T, Stamatakis E, Brown WJ, Bauman AE. Effect of Moderate to Vigorous Physical Activity on All-Cause Mortality in Middle-aged and Older Australians. JAMA Intern Med. 2015;175(6):970–977. doi:10.1001/jamainternmed.2015.0541